http://portal.cjm.org:8089/images/mosaicoescuelaespirtual.JPG

Na França do século XVII o Eminentíssimo reverendíssimo senhor cardeal Pièrre de Bérulle cria a chamada Escola Francesa de Espiritualidade, sendo esta uma reconhecida muito importante nos estudos e reflexão sobre o Cristocentrismo na Europa do século XVII, mas enfatizando o seu apelativo místico, proposta original desta escola.

Esta caminhada e experiências espirituais enfatizavam que Cristo não somente é paradigma e motor invisível da nossa vida espiritual e que não somente estamos em contato com Ele, senão que somos um com Ele e com Ele formamos uma pessoa única pessoa mística. Desde então, o segredo da perfeição consistirá em “viver” e “permanecer em Cristo”, segundo formula as epistolas evangélicas de São Paulo e São João.

Por causa da nossa adesão vital ao Jesus cristo, todos nós fazemos partícipes “de tudo aquilo que se tem realizando na pessoa de nosso Salvador”: suas ações, seus mistérios, suas disposições, são nossas em virtude do vínculo que nos puxa com Ele. Neste sentido, para adiantar da vida sobrenatural e adquirir as virtudes, o caminho mais seguro é para se manter intimamente unidos à fonte de vida: aderir-se aos estados do Verbo encarnado.

Os quatro grandes da Escola fransesa – Escola beruliana são: Pedro de Bérulle, Carlos de Condren, João Jacobo Olier e João Eudes. Não foram somente discípulos da Escola Francesa senão também mestres, segundo seu próprio jeito que conseguiram a “esse grande tudo que se chama Jesus”, segundo expressou João Eudes.

Os discípulos e mestres farão do mistério do Cristo o centro da sua experiência espiritual, das suas reflexões e de sua missão apostólica: para Bérulle, Jesus é tudo na existência; para Condren, Jesús é o sumo eterno sacerdote; para o Olier, Jesús no ministério eucarístico; para João Eudes o amor do Jesus como sua realidade mais profunda, expressada desde a linguagem do coração.

Na atualidade os herdeiros dos membros da família espiritual Bérulluana se congregam em distintas sociedades da vida apostólica, conseguindo desenvolver o carisma recebido por seus fundadores realizando sua missão no mundo, as culturas e a igrejas, abrindo com audácia novos caminhos para fazer crescer o reino de Jesus.

As congregações que na atualidade, fazem parte da Escola Francesa de Espiritualidade são:

 

http://portal.cjm.org:8089/images/French%20School%20800x645.jpg

 

Tradução C. I. Rochereau